quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

2009 - O ARROJO DE EXISTIR

Nada tão incrível, mas 2009 foi um ano bom, principalmente no que se refere a trabalho. Longe da perfeição, até porque seguiu a lógica do trabalhar mais, ganhar mais e gastar mais. Acima de tudo foi um ano de aprendizado. Logo de cara teve Bar Léo e Bertolucci, Bahia e lua no mar. Teve convite para o show do Nelson Sargento que desencadeou num romance dos bons. Conheci a paz, enroscada num abraço quente, ao som de Keith Jarrett - The Melody At Night With You. Fui ao boteco vestida com as roupas dele e comemos baião de dois depois da meia-noite. Sintonia, afinidade e papo bom. Muito "xêro" no cangote e "pé com pé" com o visual da Avenida Paulista pra testemunhar. Mas acabou. Na hora certa. Quando faltou paixão. Porque sem paixão, meus caros, não há como sobreviver. E saber a hora de terminar minimiza a dor e não gera rancor. 2009 teve amigos em casa, e a casa dos amigos. Novamente fui escolhida pelos meus alunos como paraninfa o que muito me alegrou. Teve final de semana na praia com as amigas e feriado na fazenda. Foi o ano do Twitter, do Turismo de Base Comunitária, do presidente Lula. Foi o ano do Brasil. O futebol voltou pra minha vida com tudo e a Copa de 2014 virou trabalho. Futebol por torpedo, no estádio, na internet e na mesa do bar. Fui à Javari, ao Castelão e ao Palestra Itália. Teve Maracanã lotado. Fui à Cidade do Galo e ganhei uma camisa do Mixto. Ainda quero a do Santinha. Teve um tanto de cinema e mais silêncio do que música. Bebi mais. Fechei bares. Perdi a conta das segundas-feiras de porranca boa. Além de duas idas à Bahia, fui à Fortaleza, algumas vezes ao Rio, pulei Recife e finalmente conheci BH. A falta de dieta por dois anos seguidos gerou quilos a mais. Embora pesada, me sinto leve. E ainda faço um ou outro pescoço virar. Ufa! Vi meu time perder o campeonato de forma grotesca. Teve Sophie Calle. Grupo Corpo. Céu. Fernanda Montenegro. Paulinho da Viola, festa com Xico Sá e entrevista com o Frejat. Dos três casamentos de arromba, fui madrinha de dois. Conheci mais um grande bar: Panamá. Vou voltar! Repeti o Rampinha e conheci mais um tiquinho da Tijuca. Por causa do blog conheci novos queridos. E outros tantos por intermédio de velhos amigos. Que venham pra ficar! Ganhei dois presentes incríveis: um lap top (mano velho) e uma senhora câmera (super tia) que não consigo mais largar. Li mais, escrevi mais, fotografei sem parar. Minha sobrinha cresceu demais para o meu gosto, mas continua me fazendo sorrir. Meu celular pifou e com ele o contato de um monte de gente querida que preciso resgatar. Em 2009 convivi mais com os amigos do sexo oposto. Teve até aspirante pra pai do meu filho caso eu queira engravidar. Vai ter que esperar. Dormi com livros, fui mais à manicure e usei calcinha rosa pro ano virar. Foi presente de um casal de amigos que disse que em 2010 eu preciso voltar à amar. Continuo incoerente, parcial, menos disparatada, sonhando coisinhas pequenas, querendo tardes de chuva e cafuné no sofá. Queria que ele perdoasse meu amor atrasado. E que eu não precisasse da angustia para inspirar. Para o 2010 quero as cores do Kar Wai. Que o acaso me proteja. E eu não esbarre com ele em qualquer lugar. Que eu possa continuar trabalhando descalça. E que eu siga, temperando, e consiga viver sem tempos morNos!

9 comentários:

Rodrigo disse...

Faltou coisa aí, você não virou tocadora de gado???? Beijoca, linda....

Anônimo disse...

Linda Mestra! Adoro 'ouvir' suas palavras... Um 2010 maravilhoso pra vc! E muitos beijos com saudade. Puia

daiantunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daiane disse...

Van, seu blog já virou meu vicio.
Maravilhoso, parabéns.
Que 2010 seja um ano de muitas conquistas pra vc. Bjos

Gabriela disse...

Sabe que fiquei esperando esse texto seu? Fiquei até mesmo com receio que o 2010 seria sem blog, pois igualmente a Daiane ele faz parte dos meus vícios.

Vanessa Dantas disse...

É vero, Rô! Um dos grandes aprendizados do 2009. Beijo grande.

Minha amada bailarina: um FELIZ 2010 para nós. Beijo com saudade monstra.

Querida Dai! Que maravilha, fico feliz de saber que faz parte do meu pequeníssimo (mas apuradíssimo) público de leitores. Um ótimo 2010 para vc tb! Beijão.

Olá Gabriela! Confesso, já andei mais inspirada, mas garanto que saber que tenho leitores como vocês é um dos fatores para prosseguir. Obrigada, viu?! Beijo.

Sileda disse...

Essa menina é poderosa mesmo.
Também adorei seu balanço de 2009 e apesar de não ser assídua dou sempre umas passadas no seu blog e curto muito...e não pense que passo só quando você solta disparates sobre a Lívia, viu? risos..... é que fico quietinha.
Que bom que gostou dos seus presentes, que foram úteis.
Um SUPER 2010 com tudo que você deseja. Beijos. Tia

Vanessa Dantas disse...

Oi tia coruja!

Obrigada pela docilidade de sempre.

Nesse ano você caprichou meeeesmo no presente. Prometo fazer bom uso.

Beijo, beijo.

Dani disse...

Oi Van! Que bom que retomei essa leitura gostosa, perdi o end do seu blog há algum tempo e agora vc gentilmente me trouxe de volta a ele!

ADOREI este texto! Unanimidade pelo jeito... rs! De uma maneira simples, inteligente e envolvente, vc narrou todas as emoções de um ano todo... Tarefa dificil até para os "escrevedores profissionais". Parabéns por viver a vida tão intensa e simplesmente...
Que 2010 traga aquilo que vc busca...
Beijinhosssss
Dani (São José, ex- aluna e sua fã!)