segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

SÁBADO COM POUCOS E BONS

Sábado, a partir das 14h - poucos e bons amigos na cozinha de casa. Cerveja pra quem é de cerveja. Espumante pra quem é de espumante. Patê de fígado de frango, queijo de cabra, torradinhas e pãezinhos. Um maço de jasmim roubado do jardim de presente. Conversa ao pé do fogão. Peito de frango no limão espremido, azeite extra virgem, cebola ralada e alho picado, curry thai, pasta de tamarindo, sal, leite de coco, pimenta dedo de moça e castanhas de caju. Arroz com pistilos de açafrão, batatas gratinadas e bom apetite! Música brasileira, mesa pra sete. Conversa que não acaba mais. Fome de novo? Repeteco. Vinho do Porto, bombons e café forte. Um cochila na rede. Outro no sofá. Louça lavada. Almoço ou janta? Almojanta. Sábado com amigos em casa é assim. E chama um taxi porque já passa da uma da manhã.
*
FOTO: Saldo Etílico. Vanessa Dantas

5 comentários:

Arnaldo disse...

Almojanta.

Achei que só eu utilizasse essa palavra.

tulípio disse...

Depois eu é que sou o bebum...

Rodrigo disse...

Poucos e bons, Stella Artois e Freixenet. Mas fala a verdade, faltou uma prainha antes.

Michelle Girão disse...

Ai que delííícia....

Vanessa Dantas disse...

Puxa Arnaldo! Uso esse termo há tempos, principalmente nas férias...

Pois é Tulípio, os poucos e bons são ótimas companhias!

Oi Rô! Não dá para querer tudo, mas com uma prainha seria realmente ainda mais que perfeito!

Delícia mesmo Micha! Quando você pinta por Sampa para curtirmos um sábado assim?

Beijos...