terça-feira, 30 de dezembro de 2008

TRAIÇÃO

Por José Luís Peixoto

[...] Sou uma mulher, não deixei de ser uma mulher, mas agora tenho outros interesses. Não sei ainda quais são. Talvez a mágoa. Talvez a mágoa seja agora um dos meus interesses. Presto bastante atenção à mágoa, é certo. Neste verão que terminou, parecia-me que a mágoa tinha um cheiro entre os primeiros instantes de cada dia, uma nesga de luz matinal na janela do quarto [...] e eu a decidir se estava acordada, se era outra manhã, se queria outra manhã, acordar, e a parecer-me que a mágoa tinha um cheiro.

Para ler o conto na íntegra, basta clicar aqui!


Fonte:
Revista BRAVO! Dezembro/2008

2 comentários:

Diogo disse...

O cara escreve bem. Boa, Vanessa!

Vanessa Dantas disse...

Também gostei muito. Li no papel, na Revista, e resolvi postar. Que bom que gostou!