domingo, 14 de dezembro de 2008

IMPREVISTO

Por Valéria Tarelho


na certa
é amor
ou
quase isso

(disse a carta
do tarô)

búzios
oráculos
horóscopo
até no céu
estava escrito:
é amor
ou
quase que

acreditou...

e se ferrou
bonito

4 comentários:

Michelle disse...

Esse poema me recordou "Dueto" do amado Chico:

"Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar
Mas se o destino insistir em nos separar
Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás amor a minha paz
Consta nos mapas, nos lábios, nos lápis
Consta nos Ovnis, no Pravda, na vodca..."

Vanessa Dantas disse...

O Chico é FODA! Beijos, linda.

Rodrigo disse...

Por isso que não se pode acreditar em qualquer um...

Vanessa Dantas disse...

Pois é Rô! Acreditou... e se ferrou...