segunda-feira, 13 de outubro de 2008

CEDO

Agora eu sei que te amo, de fato.
Por mais que minhas rimas oprimas,
ou outras que vieram depois.
Posto que eu sou porque sois.
Além da lua, além dos sóis que vimos juntos,
ou quaisquer outros assuntos, agora eu sei.
Eu vos amo mais do que temo a morte.
Eu reconheço a fonte dos nossos problemas:
É que antes, e cedo,
eu fiquei com medo de te escrever poemas.


Do Filme Separações (2003) do Domingos de Oliveira.

4 comentários:

Daniela Fernandes disse...

Nossa Van, que lindo isso.
Amei.

Daniela Fernandes disse...

não sei porque li de novo..., acho que hoje estou "bem" assim, "tipo" assim, "exatamente" assim.

...é pra arrebentar o dia de vez? já não basta sobre o que falamos hoje cedo ao telefone?!!!!rsrsrsrsrs

Luciana Dantas disse...

De tirar o fôlego!
Só podia ser do Domingos.

Vanessa Dantas disse...

É lindo mesmo, Dani! Mas juro que não queria arrebentar o dia de vez!...rs

Reconhecer como a fonte dos problemas o medo de escrever poemas é simplesmente sensacional! Era cedo...